População muda hábitos para economizar a água e a energia

jn

São duas crises ao mesmo tempo: no abastecimento de água e no de energia. E exatamente por isso, todo mundo precisa economizar as duas coisas. Até porque a maior parte da energia no Brasil vem das hidrelétricas.

Na casa de Dona Adriana e seu Vicente muitos hábitos já mudaram por causa da falta de água. Os banhos são mais curtos. O chuveiro fica na temperatura mais fria. E nada de lavar a louça com água jorrando.

E não é só ficar de olho nas torneiras. Lâmpadas e aparelhos ligados sem necessidade significam desperdício de energia. E também desperdício de água.

Esse consultor em energia fez os cálculos para mostrar o tanto de água que se gasta para produzir a energia elétrica que será usada pelos equipamentos em uma residência.

Imagine uma casa onde moram quatro pessoas. E que tem aparelhos como televisão, geladeira, chuveiro e ferro elétricos, computador e várias lâmpadas. Em média, são consumidos 240 quilowatts hora por mês. Para gerar toda essa energia seriam necessários 1,6 milhões de litros de água. Ou seja, 1,6 mil caixas d’água de mil litros.

Com esse calorão um dos aparelhos mais usados é o ar-condicionado. Veja o exemplo para um aparelho com a potência de nove mil btus, que fique ligado durante oito horas, todos os dias do mês, ele consome a energia elétrica gerada por 940 mil litros d’água.

É de impressionar. E mesmo para usar coisas básicas, como uma lâmpada, lá se vão milhares de litros de água. O consultor mostra lâmpadas de materiais diferentes, mas com potências semelhantes, sendo usadas durante cinco horas por dia, em um mês.
“No caso da incandescente, nós teríamos um consumo de água do nosso reservatório de 60 mil litros, no caso fluorescente compacta seja de 15 mil litros e no caso da led, de 7 a 8 mil litros. No caso de uma residência como a de vocês, se a gente trocar da lâmpada compacta para a lâmpada led, nós teríamos um impacto na conta de energia suas de 5 a 7%”, explica Raimundo Batista, engenheiro eletricista.

Depois de acompanhar cada continha feita pelo engenheiro eletricista, Dona Adriana promete aumentar ainda mais a atenção para combater o desperdício dentro de casa.

“Eu não sabia que uma lâmpada acesa gastava tanta água assim. Então, agora, eu vou vigiar mesmo. Deixou luz acesa, estou atrás. Apaga a luz, vamos apagar as luzes, vamos economizar. Porque além de economizar a energia estamos economizando também a água”, comenta Adriana Rubim, professora.

Leave a Reply